“O retrato” – Arseni Tarkóvski


Ninguém em meu quarto.
Na parede há um retrato.

Pelos olhos cegos da velhoca
Anda uma muriçoca, muriçoca, muriçoca.

É bom, digo eu,
No paraíso sob o vidro seu?

Pela bochecha sobe uma muriçoca,
Responde-me a velhoca:

— E você, em seu quartinho,
É bom estar sozinho?

*traduzido por Robson Ortlibas sem fins lucrativos. Caso utilize, cite a fonte.

ПОРТРЕТ

Никого со мною нет.
На стене висит портрет.

По слепым глазам старухи
Ходят мухи, мухи, мухи.

Хорошо ли, — говорю, —
Под стеклом твоём в раю?

По щеке сползает муха,
Отвечает мне старуха:

— А тебе в твоём дому
Хорошо ли одному?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s